30 Flares Twitter 0 Facebook 30 Pin It Share 0 Filament.io 30 Flares ×

Pisac é uma cidade do Vale Sagrado localizada a 33 km de Cusco. O jeito mais comum de chegar à cidade é através de algum tour guiado. Para quem quer contratar o serviço é importante ficar ligado: Existe o Sítio Arqueológico de Pisac e a cidade em si, onde fica uma grande feira de artesanato. Certifique-se do que está realmente incluso no seu pacote.

No dia que visitamos Pisac fizemos o seguinte roteiro: Pisac (mercado e sítio arqueológico), Ollantaytambo e Chinchero (nesse dia não visitamos o sítio de Chinchero, apenas uma área de produção têxtil, uma coisa meio pega turista).

Mercado de artesanato de Pisac

Pelo o que eu pesquisei na internet antes de ir, o melhor dia de ir no mercado é aos domingos, que foi quando eu fui. Nos outros dias teria uma versão menor da feira. Importante confirmar isso com a agência responsável pelo passeio.

Tivemos pouco tempo no mercado – esse é o preço que se paga por conhecer lugares com excursão, você não decide nada e sim o guia. 🙁

Pisac (2)A feira é realmente enorme, mas a parte que eu consegui ver, não perde em nada para os mercados de Cusco e os preços eram piores. Então, caso aconteça de ter pouco tempo em Pisac, não se preocupe em diminuir o passeio no mercado para aproveitar melhor o sítio arqueológico ou outra cidade.

Caso encontre algo por lá que não viu na cidade, a máxima é a mesma de Cusco: negocie! O preço pode mudar bastante do preço original.

Pisac (1)

Sítio arqueológico de Pisac

A cidade inca de Pisac era dividida em quatro bairros, ainda é possível visitar essas localidades mas seria necessário reservar pelo menos um dia para lá, já que nosso guia explicou que são horas de caminhada pela montanha.

Nesse parque arqueológico, como nos demais parques incas, podemos ver que as construções mais nobres costumam ficar no lugar mais alto, isso porque o povo acreditava que assim estava mais perto dos deuses – principalmente do deus sol.Pisac (5)Além desse fator religioso, construir nos locais mais altos garante uma defesa natural pois dificulta o acesso dos inimigos que possam vir a atacar a cidade.

O local da construção de Pisac não foi aleatório, do alto da cidade é possível ver outras montanhas sem nenhum tipo de construção. Isso acontece porque essa região enfrenta um longo período de seca, para driblar essa dificuldade da natureza a garantir o plantio o ano todo, os incas conseguiam canalizar a água de um ande nevado localizado atrás da cidade de Pisac.

Pisac (3)A engenharia usada pelos incas para vencer obstáculos da natureza é realmente impressionante.

Nas construções dessa cidade inca, e em outras também, vemos uma espécie de janela fechada, esse era um local em que a população colocava adornos e oferendas para os deuses.

Pisac (8)Outro fato curioso que se pode ver em Pisac são os buracos na montanha. Nesses buracos eram enterrados nobres, ou seja, eram tumbas cheias de ouro e prata – que foram devidamente saqueadas pelos espanhóis.

Pisac (6)
Acharam os buracos na montanha? ;P

O sítio de Pisac certamente vale a visita e é um tipo de experiência que é ainda mais legal se feito com um guia bem preparado, mas é importante sempre se informar do que está incluído ou não, para não se surpreender e estragar o passeio.

No blog SundayCooks tem uma super lista com as experiências com agências de viagem no Peru, fica a dica!

A entrada do sítio está inclusa no boleto turístico.

Pisac (9) Pisac (4)

30 Flares Twitter 0 Facebook 30 Pin It Share 0 Filament.io 30 Flares ×

One Comment

  1. Pingback: Viagem para o Peru: roteiro de 10 dias - Coletivo de Viagem

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *