0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Após a explosão nas mídias sociais de fotos e selfies de uma pedra que salta de uma montanha e onde não tem nada abaixo além de uma linda paisagem, Trolltunga (ou Língua de Troll) ficou famosa e passou a ser um destinos mais procurados na Noruega e aqui eu vou contar como é essa viagem.

Como chegar em Trolltunga?

Saindo de Oslo

Bom, no meu caso eu já estava fazendo um mochilão pela Europa e por algum desejo do destino eu conheci duas norueguesas que moravam em Oslo. Já que estou na Noruega por que não ir à famosa Trolltunga? Então, se você pretende ir a Trolltunga eu recomendo passar por Oslo, é uma linda cidade rodeada por natureza abundante, aproveite para mergulhar em um fiorde.

Chegando em Oslo comecei a pesquisar sobre Trolltunga e como chegar. A grande maioria das pesquisas que fiz me levaram por um caminho errado e é exatamente por isso que eu vou dar a grande dica aqui. Todos os lugares os quais eu li, disseram para ir para Bergen e depois Odda. Eis a questão, Trolltunga fica em Tyssedal, bem próximo a cidade de Odda (aproximadamente 15 minutos). E é para lá que você deve ir, lembre-se “ODDA”!

Como eu disse, eu estava fazendo um mochilão e mochilão significa economizar dinheiro, então o meu meio de transporte foi, é e sempre será ônibus. Esqueça os famosos trens europeus, os ônibus demoram menos do que você imagina e a diferença de tempo de trem para ônibus é bem pequena, mas a de preço não, podendo chegar até a metade do preço.

Informação importante, a grande maioria das pessoas falam inglês em Oslo e Odda.

Bom eu fui pra Bergen, dormi durante a viagem inteira de ônibus de Oslo a Bergen, que são aproximadamente 8 horas. Para a minha surpresa quando eu cheguei a Bergen descobri que no caminho de Oslo para Bergen fica a cidadezinha de Odda e eu já havia passado por ela. Então volto eu, mais 2 horas e meia de onibus até a cidade de Odda…

Pier de Odda
foto tirada do Pier de Odda

Quanto tempo poderia ter economizado, não? Mas sem arrependimentos.

Finalmente em Odda

Cheguei a cidade de Odda, que por sinal é linda! E bem pequena, tendo apenas uma acomodação na cidade, o Hardanger Hotel, que foi onde eu fiquei hospedado. Lembre-se é o único hotel da cidade, lembre-se de fazer reserva!

Eu dei sorte e consegui um quarto econômico com uma cama de solteiro e um banheiro modesto. Informação importante: hóspedes podem deixar sua bagagem lá para subir Trolltunga e voltar depois para buscá-la.

Além do único hotel, a cidade conta com um supermercado, dois bares e quatro restaurantes. Ou é apenas um bar? Bom, de qualquer forma o foco é Trolltunga. Então é isso, cheguei a Odda durante a tarde para subir no dia seguinte. Por favor, planeje sua viagem para não pegar tempo ruim!

Vá conhecer outras coisas se o tempo não estiver ajudando e espere o tempo bom, vale a pena esperar.

A trilha é fechada durante grande parte do ano, no verão é a melhor época para subir, em junho você pode subir com um guia local, em julho e agosto você pode subir sozinho. A trilha é bem sinalizada então se você quiser ir sozinho e está preocupado, não se preocupe, você não vai ficar sozinho na trilha em momento algum pela quantidade de pessoas que vão à Trolltunga.

No dia seguinte acordei por volta das 5:30, tomei café no hotel e peguei um ônibus que custa aproximadamente 10 euros saindo de Odda para o início da trilha de Trolltunga. O ônibus sai 6:30 ou 7:30, basicamente em frente ao hotel, vá cedo e aproveite o dia.

Antes de descrever a trilha, precisamos chegar à alguns pontos e outras perguntas.

Eu consigo fazer a trilha?

Essa pergunta não deve ser feita a mim e sim ao seu cardiologista, tenha em mente que você vai subir à altura de 1250 metros acima do mar, o que não é muito, e fazer uma trilha pesada onde o tempo médio descrito pelas informações que recebi era de sete horas, eu discordei desse tempo, fiz a subida em quatro horas e meia e não sou uma pessoa com muita experiência em trilhas, nem sou atleta ou fanático de academia.

A trilha é pesada em alguns trechos, mas não é nada impossível, haviam idosos subindo e até pessoas com cachorros. Sério, parece ser algum hobby dos noruegueses levar cachorros à Trolltunga para apreciar a vista, não vi um, nem dois, nem três, foram vários durante o caminho.

Tendo essa pergunta respondida vamos a próxima:

O que levar?

Essa pergunta é extremamente importante. Mais uma vez eu lembro que eu estava em um mochilão, então você já imagina que eu não estava preparado adequadamente, correto? Certíssimo, eu estava de calça jeans e tênis básico de corrida (os meus únicos tênis para a viagem).

Então vamos lá, o que eu recomendo à você, querido aspirante a subir até Trolltunga, esteja preparado, e isso significa, roupas confortáveis para um trilha de 11km subindo 750 metros. Use botas de trilha, de preferência impermeável, leve protetor solar, quase não há sombra durante o trajeto inteiro.

Leve também uma garrafa para beber água, não precise ser grande, eu levei uma com a capacidade para dois litros mas poderia ser menor (e eu recomendo que seja menor). Existem várias fontes de água durante o trajeto e você pode encher sua garrafa da água que derrete da neve, é limpa! Não se preocupe!

Comida é importante também, já que você vai passar o dia inteiro lá, eu levei 3 frutas, 4 sanduíches, 2 barrinhas de cereal e um pacote de oreo. Na subida eu comi duas frutas, em Trolltunga 2 sanduíches e meu pacote de oreo (claro, afinal eram OREOs) e na descida mais um sanduíche e minha última fruta. Mas cada um sabe de sua fome! Se puder, um par daqueles walking sticks vêm a calhar!

Vamos lá, preparados? Bem equipados? Vamos subir!

O ônibus que sai de Odda te deixa na porta da trilha, aproximadamente às 7 da manhã eu comecei a minha subida. O primeiro km, como havia lido antes, é difícil, você sobe muito por uma trilha pesada, é basicamente lama e pedra, em alguns trechos muito ruins existem cordas para ajudar a subir.

Agora você imagina, eu com meus únicos tênis na Europa, estava tomando todo cuidado para não sujá-los de lama. E eu consegui não sujá-los muito, mas isso me tomou tempo. Não se esforce demais no primeiro km, lembre-se que ainda existem 10 até a pedra e depois ainda têm o caminho de volta, então quando se sentir cansado, pare, beba água e olhe pra trás. A vista é linda.

Ao chegar na placa que indica o fim do primeiro km, considere-se vitorioso e é ali também onde fica a primeira fonte de água, descanse, beba água e vá. LEMBRE-SE, não é uma corrida, não se preocupe em acompanhar outras pessoas, “take your time”.

O segundo km é bem mais tranquilo e é basicamente reto. Agora o que ninguém lhe avisa é que do terceiro ao quarto km a trilha é tão pesada quanto no primeiro km, apesar de não ter tanta lama é outro km só de subidas!

Chegou na placa que indica o fim do km 4? Agora fica bem mais fácil, agora o caminho varia mais e não é só subida. Lembre-se: Em todos os momentos que você parar para beber água, olhe a sua volta, a paisagem é linda em todos os momentos da trilha. Você vai se sentir dentro do cenário de O Senhor dos Anéis durante toda a trilha.

Sério, você se supreenderia se visse dois hobbits e um gollum no meio da trilha?

Chegando no fim do km dez, existe um lago lindo. A água é extremamente gelada, mas você ja andou dez km e não é como se você fosse voltar a Trolltunga no próximo final de semana, então MERGULHE! Eu fiz e recomendo!

E no fim do km 10, você vê uma grande aglomeração de pessoas e você vai chegando cada vez mais perto, sim, é ela! Você não está vendo uma miragem, é TROLLTUNGA! A famose língua de Troll, sim você chegou! E ela é tão linda como nas fotos? É muito mais bonita.

Agora vá! Vá tirar a sua famosa foto para postar no facebook, se você estiver sozinho alguém vai tirar para você, não se preocupe, agora vá meu filho, seja o rei do mundo! OH NÃO! Tem uma fila para tirar a foto? SIM! Tem uma fila para tirar a famosa foto, eu fiquei 20 minutos na fila, mas tirei a famosa foto.

Então, é lindo se você puder apreciar, o que eu não gostei do lugar e que é inevitável é que existem centenas de pessoas ali, então se você gosta de sentar e apreciar a vista, faça isso, mas tenha em mente que é um lugar movimentado.

Se não fosse só pela quantidade de pessoas ainda tem os cachorros, ou você achou que eles só estariam na trilha? Sim eles estão lá! Latindo um para o outro o tempo inteiro.

Agora, satisfeito com Trolltunga? Não desça ainda! Não cometa o erro que a grande maioria das pessoas comete, elas param em Trolltunga! Se você andar mais uns 20 minutos durante a trilha, em direção a Preikestolen você não vai se arrepender, a vista é tão linda quanto a de Trolltunga, se não mais!

Eu achei mais bonita, mas tire suas próprias conclusões, a grande surpresa para mim foi que em Preikestolen não havia ninguém, então eu pude ficar lá sozinho, apreciando a vista por mais ou menos uma hora e meia, sozinho. (Existe outra “Preikestolen” que fica no fiorde de Geiranger, não confuda!)

Preikestolen

Então não pare em Trolltunga, continue e avalie por si mesmo onde você prefere passar um tempo antes de encarar a trilha de volta.

Bom, a volta eu fiz em 4 horas. Na subida eu estava ansioso para chegar a Trolltunga, então foi na volta que eu parei para tirar mais fotos e não estava com pressa, por isso parei mais também.

A volta é bem mais tranquila, como você poderia imaginar, do que a ida. A trilha fica bem menos pesada com exceção do nosso querido km 1! Ah não! Ele de novo? SIM! Ele de novo! Quando você já está quase chegando, já cansado, ele aparece novamente e acredite, descer o km 1 é tão difícil, se não mais, quanto subi-lo.

Depois de mais lama, pedras e escorregões, você chega ao ponto de início da trilha. O mesmo ônibus  que te levou lá faz viagens constantes para buscar os recém chegados de Trolltunga e levá-los a Odda.

Então, é isso, você foi vitorioso! Venceu Trolltunga, conseguiu sua foto, se foi esperto, foi até Preikestolen e agora volte a Odda, pegue suas malas e pegue o ônibus que sai de Odda às 00:10 para Oslo, se você não tiver comprador a passagem você pode pagá-la com dinheiro no ônibus.

Aproveite o Wi-fi do Hotel ou do ônibus para postar sua tão suada foto!

Resumindo a viagem

Eu saí de Oslo à noite, cheguei a Bergen pela manhâ, Odda a tarde, dormi em Odda, comecei a subir Trolltunga as 7, cheguei à pedra às 11:30, comecei o trajeto de volta às 15:15 e cheguei ao pé da trilha às 19:15, peguei o ônibus de volta para Oslo 00:10 e cheguei à Oslo às 7:00 da manhã seguinte. Agora é com você! Eu já postei a minha foto!  @gus__travels

Toda terça-feira um novo post sobre um mochilão de três meses pela europa, acompanhe!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

2 Comments

  1. DANIELE SALLA

    Olá amigo =) Amei o post, dicas muito válidas! Tu se lembra o nome da Cia de Bus de Bergen à Odda? Obrigada!

    • Oi Daniele, a companhia que faz esse transporte eu não lembro agora, mas tanto na rodoviária de Bergen quanto de Oslo é bem fácil descobrir e são vários ônibus durante o dia!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *